phentermine what does it do to your body phentermine weight loss phentermine doctors fort worth

how do you know if your xanax is working buy xanax how much do xanax pills cost

para que sirve la medicina valium cheap diazepam white valium no imprint

valium lek wikipedia diazepam 5mg can you inject valium pills

will you fail a drug test by taking tramadol tramadol 50mg tramadol su dosis

ambien refill restrictions buy ambien online zolpidem buy Santa Ana

can i take xanax while on phentermine buy phentermine phentermine and bruising

max dose phentermine buy adipex phentermine moods

valium for suboxone withdrawal valium no prescription needed fake roche 10 valium

side effects of phentermine hcl 37.5 mg phentermine 37.5mg phentermine in murfreesboro tennessee

23 anos do massacre do Carandiru

23 anos do massacre do Carandiru

23 anos do massacre do Carandiru

Na noite de 2 de outubro de 1992, policiais militares executaram 111 cidadãos no Pavilhão 9 da Casa de Detenção do Carandiru. É a maior matança de pessoas sob custódia do Estado do mundo.

Foram 22 anos até que acontecesse o julgamento dos policiais militares, considerados culpados pelo júri popular. Como a defesa entrou com recursos, pode levar anos até que se consiga a condenação de fato. Os policiais agiram sob ordens de autoridades que jamais serão julgadas, como o governador Luiz Antonio Fleury Filho e o coronel Ubiratan Guimarães. Até hoje, poucas famílias receberam indenização pela grave violação de direitos humanos sofrida por seus parentes.

Nesses 23 anos, a situação do sistema prisional só se agravou: houve recrudescimento da política de encarceramento em massa, a violação de direitos da população carcerária é cotidiana e a violência policial aumentou.

Carandiru é aqui. É hoje. É o presente.

Que a memória do Massacre do Carandiru não nos deixe esquecer que todas as vidas têm valor. E que vivemos em um Estado Democrático de Direito conquistado com muita luta.

Fonte: Jornalistas Livres
Ilustração: Pxeira, colaboração especial para Jornalistas Livres  — com Daniel Galvão.

Daniela Lucatto

Close
Close

Por favor informe seu Usuário ou endereço de email. Você receberá um email contendo informações para redefinir a senha.

Close

Close